Minhas personagens favoritas da literatura

Hoje é Dia Internacional das Mulheres que foi criado no séc XX para marcar a importância das lutas das mulheres pelo direitos iguais e por melhores condições no trabalho. Para celebrar esse dia decidi, então, fazer essa lista com as minhas personagens femininas favoritas da literatura.

  • Éowyn (trilogia O Senhor dos Anéis de J. R. R. Tolkien)

1274237364338_f

Amo essa mulher desde que li O Senhos dos Anéis, quando eu tinha menos de 15 anos de idade, e, principalmente, no livro O retorno do rei. Ela não é perfeita, ninguém é, mas a sua perseverança de ir atrás do que quer, discutindo com todos para ir para guerra e lutar como uma guerreira, me impressionou na época e ainda me impressiona. Ela tem seu lado romântico, sensível e sua melancolia, até por viver do modo que vivia, e, ao mesmo tempo, continua a manter uma grande força em si para ir atrás de seu maior desejo o qual é lutar junto dos homens contra as forças de Sauron e proteger a Terra Média.

  • Claire Beauchamp (Saga Outlander de Diana Gabaldon)

claire_41

Amo essa personagem e um dos motivos talvez seja o motivos de muitos a acharem chata. Adoro a teimosia dela. Penso que essa personalidade teimosa a ajuda a ter coragem de voluntariar como enfermeira na Segunda Guerra Mundial e a lidar com os ingleses e escoceses do século XVIII. Claire também, não importa em que século esteja, é uma pessoa a frente de seu tempo, precisando sempre manter uma força interior para lutar contra quase todo mundo por seus direitos e pela realização de seus sonhos.

Resenha dos livros de Outlander já lidos por mim: A viajante do tempo, A libélula no âmbarO resgate no mar (parte I e parte II)

  • Elinor Dashwood (Razão e Sensibilidade de Jane Austen)

486799_alamy_bkbbpf_trans_nvbqzqnjv4bqti93vq54gce2itmfkdbrdk0wcywenhjernx3-bo6juq

Não poderia deixar de fora uma personagem da Jane Austen. Elinor tem uma personalidade bem diferente das duas mulheres anteriores, mas não fica para trás na sua inteligência e na sua força. Ela precisa sempre ser calma e controlada para ajudar a sua família a superar as novas dificuldades, cuidando de sua mãe e irmãs e mantendo o bom nome da família. Elinor possui os pés no chão e tenta lidar com tudo do melhor jeito possível, mesmo que isso signifique suprimir o máximo o seu amor por Edward Ferrars.

  • Door (Lugar Nenhum de Neil Gaiman)

1_zpsdb2adb28

Acho essa personagem especial, muito bem construída e, consequentemente, com uma linda personalidade. Door é uma menina com uma habilidade incrível e mora na Londres de baixo. Quem acessa esse mundo se torna invisível e é apagado do mundo de cima, aquele conhecido por todos nós; ou seja, Door não existe, a não ser para aqueles que também vivem na Londres de baixo, já tendo que ter grande esperteza e malemolência para se manter viva. Para piorar a sua família foi assassinada e, depois disso, ela passa a sempre ficar fugindo para não ter o mesmo destino de seus pais e planejando a sua vingança.

Não tenho mais palavras para descrever essa menina, só lendo para entender como ela é o máximo.

  • Leia Organa (saga Star Wars criada por George Lucas)

general-leia

Amo essa personagem em todos os seus momentos, porém estou colocando ela aqui, principalmente por sua participação, e protagonismo, no livro Legado de Sangue, escrito por Claudia Gray. Em Legado de Sangue ela está lutando pela manutenção da liberdade da galáxia por via da política e da democracia, precisando de muita força para ser escutada e defender seus princípios em meio de um senado repleto de egoístas e jovens os quais não viveram na época do Império. Além disso, ela está longe de seu filho, que já está sendo treinado por Luke Skywalker , e meio afastada de Han Solo,  se sentindo muitas vezes sozinha ao ter de enfrentar certos desafios, mas sem nunca desistir de sua luta pelo o que considera o melhor para a galáxia.

Resenha de Legado de Sangue.

 

Então, essas são umas das minhas personagens favoritas, algumas decidi não colocar na lista porque seria spoiler de alguma obra, porém isso não diminui em nada o amor que tenho por estas colocadas neste post. E aí, quais são as suas personagens favoritas?

Espero que tenham gostado dessa lista.

Amor a todos ❤

Anúncios

Minhas escritoras e meus escritores favoritos

Hoje farei uma aqui uma experiência no blog, fazendo um post estilo lista. Neste caso um post sobre meus atuais escritores/escritoras favorit@s. Já me foi difícil descobrir quais são meus favoritos, então nem consegui imaginar em ter uma preferência entre os citados a seguir. Não consegui separar em um ranking… Espero que gostem do post, lembrando que este é meu gosto e cada um tem seus favoritos.

 

  • Jane Austen
    (Steventon, 16 de dezembro de 1775—Winchester, 18 de julho de 1817)

310px-jane_austen_coloured_version

Essa mulher para mim é um gênio da literatura e romance. Nenhum de seus livros são superficiais, só para nos entreter em nossa leitura. Na verdade seus livros abordam várias críticas sociais de seu tempo, muitas ainda atuais, com um tom irônico e colocando em cada obra protagonistas mulheres com personalidades bem diferentes uma das outras. Essas ironias e críticas, contudo, não quebram nenhum pouco a leveza de seus livros e nem a possibilidade de nos emocionarmos com sua escrita, deixando nos apaixonar por seus personagens e tendo suas grandes doses românticas em suas estórias.  Ousaria dizer que é uma escritora a qual me tornou mais reflexiva sobre meus atos e sobre a nossa sociedade atual.

 

  • Douglas Adams
    (Cambridge, 11 de março de 1952 — Santa Bárbara, 11 de maio de 2001)

douglas adams inspired "Hitch hikers guide to the galaxy" H2G2

Será que vocês ficariam muito zangados se de novo eu utilizasse a palavra gênio para descrever este outro escritor? Pois para mim ele também é um gênio, desta vez para a ficção científica. Suas estórias são repletas de detalhes os quais podem ou não ser explicados e, se forem, podem ser em outro livro da série. Em suas estórias também sempre possui um conhecimento ou curiosidade de alguma área de estudo, da física até filosofia. Novamente, mesmo com essas características marcantes em suas obras, você não é obrigado a entender tudo do livro e nem achar todos esses detalhes para se divertir e rir muito ao ler seus livros. Aliás é exatamente por isto que, mesmo relendo mil vezes alguma obra dele, sua leitura sempre terá novas descobertas.

 

  • Diana Gabaldon
    (Arizona, 11 de janeiro de 1952)

ap688572512386

Sim! Temos escritores vivos atuais em minha lista! Sou apaixonada por essa mulher. Sua saga de Outlander, mesmo eu ainda não tendo lido todos os livros lançados, já se alojou para sempre em meu coração. Seus livros me emocionam e trabalham com vários problemas dentro de mim, como, por exemplo, certos traumas. Além disso, possui uma protagonista mulher forte e nos ensina um pouco sobre plantas medicinais e sobre diversos fatos históricos.  Sua escrita é prolixa em certos momentos, porém me diverte e me faz chorar em muitas partes de seus livros.

 

  • Bernard Cornwell
    (Londres, 23 de fevereiro de 1944)

bernard-cornwell

Se quer aprender história, principalmente da Inglaterra e se divertir ao mesmo tempo, esse é o seu escritor. Seus livros, em sua maioria, são de ficção histórica, porém sempre visando ensinar um pouco de história em cada um de seus livros. Suas descrições de batalhas e dos costumes da época são na medida certa, nunca sendo demasiadamente cansativa e muitas vezes empolgante. Entre as sagas lidas por mim, a mais famosa e a que mais recomendo é As crônicas de Artur, mas nenhum livro lido por mim, até o momento, me decepcionou. Só alerto que no inicio é levemente mais difícil de acostumar com seu estilo de escrita, entretanto, quando pega o ritmo, você não conseguirá parar.

 

  • Menções honrosas

Por meu gênero favorito ser fantasia, achei errado não citar aqui rapidamente 3 autores que marcaram minha vida, mesmo não sendo, atualmente, meus favoritos.

* J. R. R. Tolkien (Bloemfontein, 3 de janeiro de 1892 — Bournemouth, 2 de setembro de 1973) – Sua leitura muitas vezes é muito detalhista e cansativa, mas graças a isso é que construiu um universo de grande riqueza, criando até mesmo novas línguas e novos seres. Também foi muito influente na criação de diversas novas obras e na criação do RPG (Role-Playing Game).

* C. S. Lewis (Belfast, 29 de novembro de 1898 — Oxford, 22 de novembrode 1963) – Amigo de Tolkien, também criou universos empolgantes em suas obras e vários livros teológicos. Não li nenhum livro dele de teologia, mas suas fantasias são bastante focadas na religião cristã, visando muitas vezes o público infantil e sem importar tanto com os detalhes. Por não ser tão descritivo, seus livros fantásticos são rápidos e leves de se ler, com histórias tão mágicas quanto o de seu amigo.

* J. K. Rowling (Yate, 31 de julho de 1965) – Falando de magia… essa escritora foi responsável por inserir muitas pessoas no mundo da leitura, ao fazê-las gostar de ler (não, não fui uma delas, mas fui conquistada da mesma forma). O universos de Harry Potter é lindo de entrar e  de se conhecer, além de estar cada vez mais enriquecido com novas histórias e personagens. É quase impossível de alguém não conhecer, pelo menos um pouco, esse universo e/ou essa escritora.

 

Assim termina esse post.

Amor a todos ❤