Como Star Wars conquistou o universo

wp-1487405744538.jpg

Informações gerais: escrita por Chris Taylor, lançado pela editora Aleph. Biografia – não-ficção.

Sinopse (retirada do Skoob): “Por várias gerações, Star Wars tem arrastado fãs de todas as idades aos cinemas, às lojas de brinquedos, às livrarias — praticamente a todo lugar que se vai, Star Wars está presente como uma entidade maior do que os filmes da saga. É indiscutivelmente o maior fenômeno da cultura pop, tão abrangente em todos os sentidos que mesmo aqueles que não assistiram ao filme conhecem a figura de Darth Vader e a maior revelação da história criada pelo cineasta George Lucas.
Em um trabalho jornalístico surpreendente, Chris Taylor revela segredos que até o fã mais radical desconhecia, derruba e confirma antigos mitos e rumores sobre sua produção, e dá voz a todo mundo que foi relevante na criação de Star Wars como um todo, de aliados a desafetos de George Lucas. Porém, apesar de falar sobre Star Wars, o livro vai muito além: fala sobre cinema em geral, administração, gerenciamento de marca e até determinação pessoal.”

A primeira vez que vi esse livro foi no Abdução no canal do youtube da Aleph e fiquei curiosa. Depois, na Jedicon 2016, no estande da Aleph, meu marido resolveu me dar junto com outros livros que eu ainda não tinha de Star Wars, tanto legends como os novos cânones. Apesar disso, tenho uma preguiça de começar a ler biografias ou livros de não ficção, normalmente são livro os quais possuem momentos lentos e cansativos na leitura, a informação nem sempre consegue ser transmitida de forma leve. Bem, na minha opinião, esse livro, o escritor consegue passar todas as milhões de informações de forma leve, divertida e, muitas vezes, interagindo com leitor. Finalizei esse livro antes de o esperado e com grande sorriso no rosto.

A Aleph tem sempre um carinho muito grande em suas edições, então acho justo eu falar sobre a aparência do livro tão bem trabalhada, tanto dentro, quanto fora. Como é tipo uma biografia do universo de Star Wars, no meu ponto de vista, e como muitas pessoas são parecidas comigo na parte ter um pouco de preguiça de comprar e ler um livro biográfico, a Aleph colocou os diversos elogios feitos por diversos críticos e pessoas famosas, dando uma maior vontade para ler e conhecer o livro. Na capa tem um Darth Vader, porque tem alguma coisa que seja mais simbólica do Star Wars do que o Darth Vader? A edição é similar a todas as edições da editora referente a Star Wars, páginas amareladas na leitura, mas sendo intercalada de páginas pretas nas divisões dos capítulos e nas páginas iniciais do livro. O único ponto negativo para mim, é que, provavelmente para deixar o livro enorme um pouco mais compacto, a fonte é menor e eu não gosto de ler livros com letras pequenas, força muito a vista para mim, me obrigando a ler sempre de óculos, e deixa muito vezes a leitura menos fluida.

A leitura valeu muito a pena, gostei tanto que assim que a terminei já comecei a trabalhar na resenha do livro, para eu não me esquecer nenhuma parte importante. O livro começa falando de o início da vida de George Lucas e, ao mesmo tempo, sobre uma tribo Navajo em que há pouco tempo os filmes originais de Star Wars foram dublados para a língua Navajo como um incentivo para os jovens darem mais atenção a sua cultura Navajo e aprender sua língua. Não consigo explicar a escrita de Chris Taylor muito bem, porém ele usa essa forma de escrever para contar a vida de George Lucas, e depois, dos filmes, intercalando com as histórias dos que foram envolvidos por esse universo apaixonante de Star Wars. Isso deu uma fluência maior a leitura, deixando mais curiosa e com mais informações.

O livro foi me prendendo de forma sutil, depois da introdução eu já estava mais curiosa de como iria ser o livro, depois de o primeiro capítulo eu já não queria mais largá-lo, mesmo com sua letrinha pequena. Até mesmo as notas de rodapé da tradução foram interessantes. Chris Taylor interage com o leitor, parecendo muitas vezes está conversando com você; ele passa um pouco de sua paixão por Star Wars a cada página escrita, tanto de forma implícita como explícita. Conta várias fofocas e fatos os quais Star Wars é o principal assunto, conta de como é o envolvimento de diversos fãs com esse universo, conta sobre curiosidades e fenômenos muito divertidos de se saber. O autor chega a discutir sobre os prólogos e tenta ensinar a aqueles que não conseguiram digeri-los até hoje, a aceitá-los, a como a sofrer menos com a existência dos episódios de I ao III.

O livro tem muitos fatos, e para absorvê-los todos eles, terei de sempre de consultá-lo. A escrita é realizada de forma apaixonada e empolgante, seu conteúdo é sempre relevante. Adorei muito a experiência de tê-lo lido e indico não só aos fãs de Star Wars quanto a todos os estudiosos de cinema e da cultura pop. No fim da minha leitura, este livro se tornou um dos meus favoritos.

 

Amor a todos ❤

Anúncios

A vida de C. S. Lewis: do ateísmo às terras de Nárnia

wp-1473818951926.jpg

Informações gerais: escrito por Alister McGrath, lançado pela editora Mundo Cristão. Biografia.

Sinopse do livro (retirada na parte trás do livro): “Por mais de meio século, C. S. Lewis vem alimentando a imaginação de milhões de pessoas em todo o planeta com o seu fantástico mundo de Nárnia. Para celebrar seus 50° aniversário de sua morte, o dr. Alister McGrath reconta a vida deste que é considerado um dos maiores  escritores do século 20.
Em A vida de C. S. Lewis: Do ateísmo às terras de Nárnia, McGrath apresenta um panorama rico e fascinante da trajetória de um pensador profundamente original e que se tornoufonte de inspiração para crianças e adultos em todo o mundo.”

Essa biografia é muito indicada para pessoas, como eu, que adoram, pelo menos, As crônicas de Nárnia, dentre as variadas obras de C. S. Lewis. É sempre muito interessante saber um pouco de como foi a vida daqueles de quem conhecemos pelo menos um de seus trabalhos. Nós, não importa o quanto evitemos, sempre somos influenciados pela época e pelos lugares os quais vivemos; nossas ideias, artes e opiniões são inspiradas por nossas vivências e com C. S. Lewis não poderia ser um caso diferente.

O escritor fez um excelente trabalho ao fazer essa biografia. O sumário é muito bem organizado, dividido em partes, capítulos e subcapítulos, definindo bem o que vai ser contado e discutido em cada um deles. Nele já percebemos que o autor escreveu a vida de C. S. Lewis em uma ordem cronológica, tentando abordar a vida deste escritor de seu nascimento até depois de sua morte; separando-a em certos períodos; e deixando uma parte do livro exclusivamente para Nárnia e a influência de Lewis para o mundo depois de sua morte. O dr. McGrath, para ajudar também colocou na última parte do livro uma lista de ilustrações, uma linha do tempo resumida da vida de Lewis (Cronologia), a bibliografia por ele utilizada e um índice remissivo.

O livro, apesar de ser uma biografia e de ser bem longo (422 páginas), tem uma escrita suave e, até mesmo, em certas partes envolvente. Alister McGrath tenta ser o mais fiel possível a vida de Lewis, fazendo várias pesquisas (como podemos ver na Bibliografia do livro), colocando fotos dos locais onde o escritor viveu e abordando os vários tipos de relacionamentos feitos por ele: de seu convívio com a família até as possíveis amantes.  A vida de Lewis é muito rica, não só por suas obras e suas experiências, mas por ter vivido num período repleto conflitos tanto de ideais quanto físicos, como, por exemplos, as duas Guerras Mundiais.

No fim, essa biografia me ensinou um pouco mais de história, esclareceu melhor as motivações de Lewis para a realização de seus estudos e obras, além de ter me dado uma grande vontade de conhecer os outros trabalhos realizados por este escritor fascinante.

Amor a todos ❤