Outlander: A libélula no âmbar

wp-1478642797239.jpgInformações gerais: Escrito por Diana Gabaldon, livro 2 da saga Outlander, lido pela edição da editora Saída de Emergência (atualmente sendo englobada para editora Arqueiro). Literatura fantástica – histórica.

Sinopse  do livro (retirado do Skoob): “Claire Randall guardou um segredo por vinte anos. Ao voltar para as majestosas Terras Altas da Escócia, envoltas em brumas e mistério, está disposta a revelar à sua filha Brianna a surpreendente história do seu nascimento. É chegada a hora de contar a verdade sobre um antigo círculo de pedras, sobre um amor que transcende as fronteiras do tempo… E sobre o guerreiro escocês que a levou da segurança do século XX para os perigos do século XVIII.
O legado de sangue e desejo que envolve Brianna finalmente vem à tona quando Claire relembra a sua jornada em uma corte parisiense cheia de intrigas e conflitos, correndo contra o tempo para evitar o destino trágico da revolta dos escoceses. Com tudo o que conhece sobre o futuro, será que ela conseguirá salvar a vida de James Fraser e da criança que carrega no ventre?”

Eu amo a saga de Outlander e pretendo fazer as resenhas de todos os livros de Outlander lidos por mim, mesmo que eu já tenha lido esse já há algum tempinho, ele deixou muitas emoções e acontecimentos gravados em mim. A qualidade do livro continua a mesma do primeiro: excelente. Quando li este livro, percebi que amava mais ainda a escrita de Diana Galbadon. Não se assuste em nenhum momento com a grossura do livro, pois depois de um tempo a leitura começa a fluir rapidamente.

O livro começa com Claire no “futuro” de 1968 em Inverness, preparada para contar tudo que acontece com ela 20 anos atrás para sua filha Brianna, uma história difícil de acreditar. Ver Claire em 1968 sem Jaime me deu um aperto no coração e, mais ainda, pelo fato de ter já se passado 20 anos, vem também a ansiedade de querer saber o que ocorreu, o por quê ela esta de volta ao seu tempo. Fiquei até com vontade de pular essa parte do livro e ir para parte do falshback e com toda a explicação, porém resisti e alguns minutos depois fiquei grata por não ter pulado. É maravilhoso conhecer a Brianna e Roger, como eles se relacionam com a Claire e como Brianna tem um lado bem parecido com seus pais.

É visível que Claire continua, apesar de toda a tristeza que carrega escondida dentro de si, uma mulher forte e determinada. Ela está disposta, por mais que lhe traga muitas lembranças doloridas e talvez até ser considerada de louca por sua própria filha, a revelar todo o seu segredo. Assim, na parte dois do livro, começa a explicação de por quê e como Claire volta para o seu tempo, a parte que eu mais ansiava para ler e não é nenhum pouco decepcionante, mas que me fez chorar bastante.

Nessa leitura Diana mostra para nós que há amores que podem, sim, ultrapassar até mesmo o tempo, contando a história de um amor maduro, com os personagens tomando decisões muito difíceis, passando por muitos obstáculos e com o amor deles superando tudo isso. A leitura é repleta de detalhes e mesmo assim sendo fluída e leve, entretanto finalizando com um suspense.

Não irei falar mais nada, para não dar nenhum spoiler, mas aconselho que, ao terminar ler este livro, já tenha a mão o livro três da saga de Outlander…

Amor a todos ❤

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s